Só Templates

Créditos



Layout by



LENDAS E CAUSOS FIRMINENSES: PADRE SIMIM E AS MULHERES


Na década de 1920 era pároco de Conceição do Turvo o Padre Francisco de Assis Dias Simim, natural do Cedro em Ponte Nova. Padre Chiquinho era uma excelente pessoa, mas muito bravo com a garotada nas aulas de catecismo. Tinha uma birra particular com as mulheres, e fazia as meninas sofrerem durante as aulas. Certa vez aconteceu uma passagem cômica, protagonizada por uma menina de nome Francisca (Chiquita). Natural de Juiz de Fora, sobrinha de um caxeiro-viajante conhecido como Zico Barbosa, parece que ficara órfã, vindo residir com uma parenta em Conceição. Muito viva e inteligente, Chiquita era um pouco rebelde. Certa vez desagradou o Padre Simim na aula de catecismo, e o padre usando a sua costumeira catilinária contra as mulheres, chamou-lhe a atenção diante da garotada. Chiquita, que já andava de saco cheio com a lenga-lenga contra as mulheres, levantou-se do banco, encarou o padre cara a cara e perguntou-lhe: “Padre Francisco, a senhora sua mãe é homem?” Um pouco desconcertado o vigário mudou de assunto.


Rodrigo Celi Veiga Dias
Historiador - UFOP

8 comentários:

Vitin Melo disse...

Hhaaha elle se fudeoo. A Mãe dele é homem msm ? =kkk
http://sentimentares.blogspot.com/
http://doonada.blogspot.com/2011/04/promocao-do-nada.html#comments
comenta e segue os 2 pf

dinho-music disse...

kkkk' Se deu mal em.

diogo disse...

se fudeu!!!!

Brenno Henrique disse...

Esse século foi marcado por muuuita história de padre.

Barbara Nonato disse...

Boa!!!

Essa menina é das minhas! Eu teria feito parecido. rsrs

Pamela Kenne disse...

Muito bem escrito e com uma dose peculiar de humor. Adorei o texto.

Alguns padres são mal-humorados mesmo, deve ser a falta de amor na vida deles. rs.

Luua S. disse...

Ah , eu adooorei .
Texto muito bem escriito e criatiivo.
Rsrs , e o designer tá ótiimo.
Parabéens e muiito sucesso queerido .

Duo Postal disse...

É de se ficar surpreso de uma menina em plenos anos 20 desafiar um padre, mas seu texto reflete muito bem os anseios daqueles que engoliram os preceitos da Igreja sem questionar. Parabéns pelo blog.

http://duo-postal.blogspot.com