Só Templates

Créditos



Layout by



ORIGEM DA FESTA MAIS POPULAR DO BRASIL - O CARNAVAL


Origem do Carnaval:

Todo mundo pensa que o Carnaval é uma festa típica do Brasil. Mas toda essa farra existe desde a Antiguidade e vem de muito longe.
O Carnaval originário tem início nos cultos agrários da Grécia, de 605 a 527 a.C. Com o surgimento da agricultura, os homens passaram a comemorar a fertilidade e produtividade do solo. O Carnaval Pagão começa quando Pisistráto oficializa o culto a Dioniso na Grécia, no século VII a.C. e, termina, quando a Igreja Católica adota a festa em 590 d.C.
O primeiro foco de concentração carnavalesca se localizava no Egito. A festa era nada mais que dança e cantoria em volta de fogueiras. Os foliões usavam máscaras e disfarces simbolizando a inexistência de classes sociais. Depois, a tradição se espalhou por Grécia e Roma, entre o século VII a.C. e VI d.C. A separação da sociedade em classes fazia com que houvesse a necessidade de válvulas de escape. É nessa época que sexo e bebidas se fazem presentes na festa. Em seguida, o Carnaval chega em Veneza para, então, se espalhar pelo mundo. Diz-se que foi lá que a festa tomou as características atuais: máscaras, fantasias, carros alegóricos, desfiles...
O Carnaval Cristão passa a existir quando a Igreja Católica oficializa a festa, em 590 d.C. Antes, a instituição condenava a festa por seu caráter “pecaminoso”. No entanto, as autoridades eclesiásticas da época se viram num beco sem saída. Não era mais possível proibir o Carnaval. Foi então que houve a imposição de cerimônias oficiais sérias para conter a libertinagem. Mas esse tipo de festa batia de frente com a principal característica do Carnaval: o riso, a brincadeira, etc.
É só em 1545, no Concílio de Trento, que o Carnaval é reconhecido como uma manifestação popular de rua. Em 1582, o Papa Gregório XIII transforma o Calendário Juliano em Gregoriano e estabelece as datas do Carnaval. O motivo da mobilidade da data é não coincidir com a Páscoa Católica, que não pode ter data fixa para não coincidir com a Páscoa dos judeus.
O cálculo é um pouco complexo. Determina-se o equinócio da primavera, que ocorre entre os dias 21 e 22 de março no hemisfério norte. Observando a lua nova que antecede o equinócio, o primeiro domingo após o 14º dia de lua nova é o domingo de Páscoa. Como o primeiro dia da lua nova, antes de 21 de março, é entre 08 de março e 05 de abril, a Páscoa só pode ser entre 22 de março e 25 de abril. O domingo de carnaval é sempre no 7º domingo que antecede ao domingo de Páscoa.

Carnaval no Brasil:

Ao contrário do que se imagina, a origem do carnaval brasileiro é totalmente européia. A comemoração carnavalesca data do início da colonização, sendo uma herança do entrudo português e das mascaradas italianas. Somente muitos anos mais tarde, no início do século XX, foram acrescentados os elementos africanos, que contribuíram de forma definitiva para o seu desenvolvimento e originalidade.
Foi, portanto, graças a Portugal que o entrudo desembarcou na cidade do Rio de Janeiro, em 1641. O termo, derivado do latim introitus significava "entrada", "começo", nome com o qual a Igreja denominava o começo das solenidades da Quaresma. No entanto, as festividades do entrudo já existiam bem antes do Cristianismo, eram comemoradas na mesma época do ano e serviam para celebrar o início da primavera. Com o advento da Era Cristã e a supremacia da Igreja Católica, passou a fazer parte do calendário religioso, indo do Sábado Gordo à Quarta-feira de Cinzas.
Tanto em Portugal, como no Brasil, o Carnaval não se assemelhava de forma alguma aos festejos da Itália Renascentista; era uma brincadeira de rua muitas vezes violenta, onde se cometia todo tipo de abusos e atrocidades. Era comum os escravos molharem-se uns aos outros, usando ovos, farinha de trigo, polvilho, cal, goma laranja podre, restos de comida, enquanto as famílias brancas divertiam-se em suas casas derramando baldes de água suja em passantes desavisados, "num clima de quebra consentida de extrema rigidez da família patriarcal".
Foi esse Carnaval mais ou menos selvagem que desembarcou no Brasil com as primeiras caravelas portuguesas e os primeiros foliões. Com o passar do tempo e devido a insistentes protestos, o entrudo civilizou-se, adquiriu maior graça e leveza; substituindo as substâncias nitidamente grosseiras por outras menos comprometedoras, como as laranjas de cheiro (pequenas esferas de cera cheias de água perfumada) ou como os frascos de borracha ou bisnagas cheias de vinho, vinagre ou groselha. Estas últimas foram as precursoras dos lança-perfumes introduzidos em 1885.
Em 1855 surgiram os primeiros grandes clubes carnavalescos, precursores das atuais escolas de samba. No início século XX, no Rio de Janeiro, já havia diversos cordões e blocos, que desfilavam pela cidade durante o Carnaval. A primeira escola de samba foi fundada em 1928 no bairro do Estácio, no Rio de Janeiro e se chamava Deixa Falar.
No tocante à música, tudo ainda era muito precário; o entrudo não possuía um ritmo ou melodia que o simbolizasse. Apenas a partir da primeira metade do século XIX, com a chegada dos bailes de máscaras nos moldes europeus, foi que se pôde notar um desenvolvimento musical mais sofisticado.

RODRIGO CELI VEIGA DIAS
HISTORIADOR

12 comentários:

Tascio disse...

belo texto...explicou com poucas palavras como se deu a origem dessa festa...

Luiz Brisa disse...

otimo texto
vc explico bem,
não curto muito carnaval.

Marcos Aquino disse...

Não sou muito fã de carnaval, mais assisto sempre os desfiles.

Art =] disse...

detesto carnaval...mas é bom pra cultura propria saber como que surgiu né =]

Thamyzinha Iwasaki disse...

carnaval fora de épocaa...
mas tudo bem
tipo o unico gosto que ainda tenho é o feriadão...
para ir para os retiros em minha igreja/!

Loverocklive disse...

Pena que nem sempre o carnaval é visto com bons olhos por quem está lá fora.

Keizy Barreiro disse...

e depois dizem que o Brasil é que gosta de farraa..kkkkkkk
Muiito bom.

é Europeu o Carnaval \õ/

Buscando disse...

adorei saber um pouco do carnaval.

passa la tem banda nova
www.buscandoreconhecimento.blogspot.com

@luanamurari_

Luiz Brisa disse...

não curto carnaval mas acontece boas coisas nele

Amanda Diógenes. disse...

Carnaval - Vício.
É isso ai, Rodrigo, o blog cada vez mais nos trazendo cultura e nos informando sobre as origens de coisas bem comuns em nossas vidas que por muitas vezes nem sabemos de onde veem.
Beijos, boa noite.

Gigante Colorado disse...

Dionisio é um puto mesmo, com tantas mitologias pra ele inventar (VIVER), foi inventar o carnaval ¬¬ TSC TSC
CURTI TEU TEXTO man!
Vi teu blog por ai, já to seguindo, segue tambem? DIZ QUE SIM! Não custa nada, pq não seguir? Segue sim, SIM?????????????????????????
HAAHAHAH

PS: Carnaval é coisa de brasileiro, brasil é 3º mundo, terceiro mundo tem foco de dengue e DENGUE MATA :S MELHOR NÃO IR NO CARNAVAL!

SAUDAÇÕES COLORADAS!

:*

Amanda Thais disse...

Ahh, o Carnaval é uma otima festa na minhaa opiniaao, logico ! Mas tem q aproveitar mesmoo !!

Se quiserem dar uma passadinha la:
http://topcelebrityes.blogspot.com/